Direção

José Carlos de Paiva FBAUP
Jorge Ramos do Ó IEUL

Comissão Científica

Jorge Ramos do Ó IEUL
José Carlos de Paiva FBAUP
Margarida Calado FBAUL
Paulo Nogueira FPCEUP

Apresentação e objetivos do curso

O Doutoramento em Educação Artística é um doutoramento conjunto entre a Universidade do Porto e a Universidade de Lisboa, através das suas Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto, Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Sendo um Doutoramento conjunto estabelecem-se diálogos e trânsitos entre as diferentes instituições ao nível da organização dos tempos lectivos, seminários de trabalho, conferências e publicações.

Este curso inscreve-se no campo epistemológico e ontológico da educação artística, abrindo espaços de questionamento sobre as narrativas naturalizadas em torno das artes e dos seus relacionamentos com a educação. Assim, abre-se um espaço de pluralidade e de diferença em que os estudantes são convidados a ensaiar gestos singulares, simultaneamente informados pela sua inscrição em termos de um estado da arte internacional, em que pensem as relações dialógicas entre as práticas artísticas e as práticas educativas. O pdEA possibilita um trabalho de investigação avançada no campo das artes visuais, artes performativas, trabalho educativo em instituições artísticas e culturais, ensino artístico.

Este curso visa desenvolver conhecimentos aprofundados no domínio da Educação Artística (EA) e competências sistemáticas de pesquisa, tanto do ponto de vista teórico-epistemológico como do ponto de vista metodológico, que permitam a resolução de problemas críticos na área da investigação e/ou da inovação ou o alargamento e a redefinição dos conhecimentos ou das práticas profissionais existentes num território que assumindo um espaço autónomo, envolve a área da Arte e das Ciências da Educação.

Com a realização do CE pretende-se que os estudantes adquiram os seguintes conhecimentos e competências:

  • Conhecer o campo da investigação em EA, a nível nacional e internacional.
  • Desenvolver uma compreensão crítica da EA.
  • Desenvolver práticas de ação/investigação no âmbito da EA com implicação em contextos comunitários, culturais, educativos e sociais.
  • Implementar e aprofundar uma cultura de investigação integradora, própria das Artes, das Ciências da Educação e das disciplinas do conhecimento que lhes estão associadas.
  • Contribuir para uma definição dos perfis de pesquisa de investigação a nível avançado, no campo da EA e da Investigação Artística.
  • Definir critérios de pesquisa e de formulação de teses em EA e disseminar os seus produtos.
  • Atuar como investigadores e profissionais de excelência, contribuindo para o progresso epistemológico e científico da EA e para melhorar a qualidade do sistema educativo nesta área.
  • Integrar em grupos de investigação e/ou redes (inter)nacionais que trabalhem linhas e projetos de investigação similares.

Organização

  • O curso organiza-se em dois polos, um na Universidade do Porto (U. Porto) e outro na Universidade de Lisboa (U. Lisboa), correspondendo a dois grupos de estudantes, com um funcionamento que privilegia a mobilidade dos estudantes e a partilha de professores.
  • A Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto e o Instituto da Educação da Universidade de Lisboa constituem, respetivamente, as sedes administrativas de cada polo (U. Porto e U. Lisboa).
  • O curso é constituído por 180 créditos ECTS.
  • A conclusão do curso implica a inscrição e o pagamento de propinas por um período mínimo de três anos (seis semestres), em regime de tempo integral ou o referente ao período usado em regime de tempo parcial.
  • Contribuir para uma definição dos perfis de pesquisa de investigação a nível avançado, no campo da EA e da Investigação Artística.
  • O primeiro ano curricular, constituído por 60 créditos ECTS, corresponde a um curso não conferente de grau intitulado “curso de doutoramento” nos termos do disposto no artigo 31.º, n.º 3 do Decreto-Lei n.º 74/2006, de 24 de março, na redação que lhe foi dada pelo Decreto- Lei n.º 115/2013 de 7 de agosto
  • O curso é ainda constituído por 25 créditos ECTS correspondentes às unidades curriculares de apoio à escrita da Tese, organizadas nos 2.º e 3.º anos (Seminário de Escrita Científica, Práticas de Investigação I e Práticas de Investigação II), e pela Tese (95 créditos ECTS).e para melhorar a qualidade do sistema educativo nesta área.

Candidaturas 2017

15 de maio a 18 de junho