14 de maio – FAQs acerca do funcionamento do próximo ano letivo (2020-2021) no IE-ULisboa

O início das aulas será em setembro?
Sim.
As aulas dos cursos de pós-graduação terão início em meados de setembro, como habitualmente sucede.
As aulas dos 2º e 3º anos do curso de Licenciatura também terão início nas datas habituais, em meados de setembro. Já as aulas do 1º ano do curso de Licenciatura, por motivo da alteração das datas de realização dos exames do secundário, apenas terão o seu início no princípio do mês outubro.
Em todos os ciclos de estudo serão realizadas atividades de acolhimento dirigidas aos respetivos estudantes.

As aulas serão em regime presencial, online ou b-learning?
As atividades letivas do IE-ULisboa são presenciais em todos os cursos. São exceções o curso de Mestrado em Educação, na especialidade de Educação e Tecnologias Digitais (que se concretiza em regime a distância) e o curso de especialização em Tecnologias e Robótica no Ensino Básico (que funciona em regime b-learning com algumas atividades presenciais que decorrem ao Sábado).
Tal como as restantes Faculdades/Institutos da ULisboa, o IE-ULisboa está a organizar a abertura do próximo ano letivo considerando diversos cenários de evolução da pandemia e das medidas de ‘confinamento/desconfinamento’ adotadas.

Se durante o 1º semestre houver uma segunda vaga da pandemia, como irão decorrer as atividades letivas?
O IE-ULisboa está pronto para responder rápida e eficazmente a uma eventual contingência de interrupção/limitação de atividades presenciais. Nesse caso, formas de trabalho pedagógico apropriadas serão postas em marcha, salvaguardando – sempre – a qualidade da oferta educativa e a segurança de todos os membros da comunidade académica.
Aliás, este tipo de resposta alternativa tem sido dado, com reconhecido sucesso, desde março de 2020, através do recurso as atividades de ensino e de avaliação com meios de interação à distância.

Haverá prorrogação do início do ano letivo?
Não se prevê qualquer prorrogação.

O que acontece aos estudantes inscritos que tenham sua chegada a Lisboa atrasada por força de restrições à mobilidade internacional?
Tendo em conta circunstâncias excecionais, designadamente as limitações à mobilidade a que os estudantes possam ser alheios, o IE-ULisboa acolherá nos seus cursos, ao longo do seu primeiro mês de aulas, aqueles que, devidamente inscritos e provenientes de outros países, justifiquem fundamentadamente o seu atraso. Ademais, estes estudantes serão enquadrados na atividade letiva desde o início do semestre, com recurso a meios de trabalho e ensino à distância.

Há obrigatoriedade de quarentena para os estudantes internacionais?
Neste momento a questão não se coloca, devido à interdição de voos comerciais de passageiros de/ para os aeroportos nacionais, exceto nos casos de aterragens de emergência, voos humanitários ou para efeitos de repatriamento.
Em função da evolução das medidas e restrições decididas pelo Estado português e das decisões tomadas pela ULisboa, o IE-ULisboa fará a devida atualização dessa informação.

Preciso usar algum material de proteção no campus e dentro da sala de aula?
Naturalmente, o IE-ULisboa observará sempre as normas de saúde, segurança e higiene que forem estipuladas pelas autoridades públicas responsáveis.
Neste momento, o acesso ao IE-ULisboa, assim como a frequência dos seus espaços fechados, só é possível com o recurso a máscara.

A instituição fará teste da COVID-19 no campus para todos os alunos, professores e funcionários?
A ULisboa deu início à realização de testes junto dos membros da sua comunidade académica que estão a ter atividade laboral presencial regular nas Faculdades e Institutos, bem como noutras unidades e serviços da ULisboa.

O pagamento de propinas mantem-se em situação de eventual contingência de interrupção/limitação de atividades presenciais?
Sim, o pagamento mantem-se uma vez que, nessa situação, o IE garantirá a continuidade das suas atividades letivas com recurso a meios à distância.
No IE-ULisboa, o pagamento das propinas pode ser feito em regime faseado (repartido em 8 prestações).

4 de maio - Levantamento progressivo das medidas de contenção – Despacho n.º 9/2020 de 30 de abril
7 de abril - Funcionamento à distância até ao final do ano letivo

O Instituto de Educação da ULisboa alarga até ao final do ano letivo o funcionamento à distância das atividades letivas e avaliativas de todos os seus cursos de graduação e pós-graduação.

Na sequência das medidas adotadas pela ULisboa – ver www.ulisboa.pt –, o Instituto de Educação (IE-ULisboa) vai dar continuidade às medidas que implementou a 9 de março, quando todos os seus cursos de graduação e pós-graduação (especializações, mestrados e doutoramentos) começaram a funcionar exclusivamente através de meios a distância. Assim, o IE-ULisboa irá realizar todas as atividades de ensino previstas para o segundo semestre, incluindo as de natureza avaliativa, por meio de procedimentos à distância. O IE-ULisboa dará conclusão ao ano letivo 2019/2020 até ao final do mês de julho, salvaguardando exceções, designadamente a conclusão de trabalhos finais de mestrado. Enquanto se mantiver a situação de exceção que vivemos, todas as provas públicas relativas a teses de doutoramento e trabalhos finais de mestrado serão realizadas por videoconferência.

 

Sobre outras medidas de contenção em vigor, convida-se à leitura do Plano de Contingência

12 de março - Atividades letivas com recurso a práticas de ensino a distância

O Instituto de Educação da ULisboa prossegue as atividades letivas com recurso a práticas de ensino a distância, em todos os seus cursos de graduação e de pós-graduação. Planos de ensino-aprendizagem para as próximas 3 semanas adotados em todos os cursos.

Suspensas as atividades letivas presenciais na ULisboa (até 27 de março), o Instituto de Educação (IE-ULisboa) mantém em funcionamento regular, através de meios a distância, todos os seus cursos de graduação e pós-graduação (especializações, mestrados e doutoramentos).

Durante as próximas semanas, os cerca de 1000 alunos do IE-ULisboa estarão todos envolvidos em atividades de ensino-aprendizagem, de acordo com planos de trabalho ‘alternativos’ elaborados pelos docentes para cada Unidade Curricular, com o envolvimento das coordenações dos respetivos cursos.

Os planos de trabalho, concebidos para um período de três semanas (para vigorarem até 3 de abril), indicam aos estudantes as atividades a realizar e respetivos objetivos de aprendizagem.

As atividades a realizar recorrem às funcionalidades de plataformas de ensino a distância (disponibilização de recursos, propostas de trabalho para realização pelos estudantes, fóruns, submissão de trabalhos dos estudantes e testes) e a ferramentas de comunicação para realização de aulas síncronas com os estudantes.

Relativamente a outras atividades académicas, um conjunto de medidas de contenção da propagação do vírus estão em vigor de modo a proteger a nossa comunidade: (a) são canceladas as deslocações em serviço ou para estudos; (b) são adiados todos os eventos com participantes estrangeiros e todos os eventos nacionais com número de participantes superiores a 30.

Estas medidas serão ajustadas às circunstâncias ocorrentes.

Sobre outras medidas contenção em vigor, convida-se à leitura do Plano de Contingência

Sobre a posição mais recente da ULisboa, ver https://www.ulisboa.pt/noticia/covid-19-universidade-de-lisboa-suspende-atividades?fbclid=IwAR3lO00yFPz0M_lw0_AfCuHMMWpPX_nNFIrZuZmwlrvWBYyiEvtemCW7_Dc

Plano de Contingência da ULisboa

Tendo em conta a evolução da propagação do novo Coronavírus (COVID-19), e na sequência das orientações definidas para a ULisboa, adotámos as seguintes medidas de redução de risco de contágio:

(a) Não são autorizadas deslocações de docentes/investigadores a regiões onde exista transmissão ativa do COVID19 na comunidade. A lista destas regiões, em atualização diária, pode ser acedida por cada um através da página da Direção-Geral de Saúde.

(b) É fortemente recomendada a cessação de missões/viagens de docentes/investigadores a outros países. Em função da evolução do fenómeno de contágio, esta recomendação poderá ser transformada em prática de não autorização.

(c) Adiamento, para período posterior a 1 de junho de 2020, de todos os eventos internacionais a realizar no IE-ULisboa, assim como de todos os eventos nacionais com um número de participantes esperado superior a 50.

Os membros do IE-ULisboa que regressem de viagem de locais afetados devem, de acordo com a informação 005/2020 da Direção-Geral de Saúde, adotar os seguintes procedimentos:

  • Estar atentos ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;
  • Verificar se alguma das pessoas com quem conviveu de perto desenvolveu sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória);
  • Caso apareça algum dos sintomas referidos (no próprio ou nos seus conviventes), não se deslocar de imediato aos serviços de saúde, mas ligar para a linha saúde 24 (808 24 24 24) e seguir as orientações que lhe forem transmitidas e informar a direção do IE-ULisboa.

Nos 14 dias após o regresso, promover um distanciamento social responsável, nomeadamente, não permanecendo em locais muito frequentados e fechados.

Entretanto, todos os elementos da comunidade do IE-ULisboa devem ainda seguir as seguintes recomendações:

  • Lavar frequentemente as mãos com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos, especialmente antes e após a preparação de alimentos, antes das refeições, após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
  • Usar, em alternativa, para higiene das mãos uma solução à base de álcool;
  • Usar lenços de papel de utilização única para se assoar;
  • Deitar os lenços usados num caixote do lixo, lavando as mãos de seguida;
  • Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
  • Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos sujas ou contaminadas com secreções respiratórias.
Disposições específicas para o IE

1. O IE-ULisboa e a FP dispõem de um Plano de Contingência que pode ser consultado em anexo ou nas respetivas páginas institucionais.

2. Ao Plano, que é geral para a ULisboa, o IE-ULisboa e a FP fizeram acrescentar os seguintes anexos:

a) Fluxograma do Plano de Contingência a ser seguido por membros/visitantes com sintomas de COVID-19 (afixado no Átrio do Edifício e principais locais de circulação):

b) Disposições específicas para FP e o IE-ULisboa:

3. Das disposições específicas (FP/IE-ULisboa) destacamos as seguintes:

3.1. Adiamento, para período posterior a 1 de junho de 2020, de todos os eventos internacionais a realizar no IE-ULisboa e na FP, assim como de todos os eventos nacionais com um número de participantes esperado superior a 30.

3.2. O atendimento presencial nos Serviços Académicos está suspenso. O atendimento nos SA será feito exclusivamente por correio eletrónico: sacademicosie@ie.ulisboa.pt

3.3. Para o caso de existência de pessoas com sinais e sintomas de COVID-19 foi criada um espaço próprio para acolhimento e isolamento – SALA 16 –, com utilização, em caso de necessidade, de casa de banho próxima, de uso exclusivo.

3.4. Foi designada a Equipa responsável pela implementação do Plano de Contingência FP/IE-ULisboa, a contactar em caso de necessidade, pela ordem indicada:

  • Engenheiro António Júlio Fornelos (Chefe da Divisão dos Serviços Técnicos / Ext. 13658)
  • Doutor João Costa (Coordenador do Núcleo de Estudos Graduados/ Ext. 13792)
  • Doutora Telma Vargas (Coordenadora do Núcleo de Gestão de Recursos Humanos / Ext. 13785)

Assim, qualquer membro/visitante com sintomas de COVID-19 deve informar um dos responsáveis pelo Plano de Contingência através dos contatos acima referidos e seguir o Fluxograma do Plano de Contingência

4. Mantém-se em vigor as decisões sobre mobilidade de docentes e investigadores divulgadas no dia 4 de março de 2020

(a) Não são autorizadas deslocações de docentes/investigadores a regiões onde exista transmissão ativa do COVID19 na comunidade

A lista destas regiões, em atualização diária, pode ser acedida por cada um através da ligação (https://www.dgs.pt/corona-virus)

(b) É fortemente recomendada a cessação de missões/viagens de docentes/investigadores a outros países. Em função da evolução do fenómeno de contágio, esta recomendação poderá ser transformada em prática de não autorização.

Dos docentes que se encontrem a viajar ou que, apesar da recomendação, venham a viajar por qualquer região na qual, entretanto, passe a existir transmissão ativa do COVID19 na comunidade, se espera – obviamente – que sigam os comportamentos descritos na informação 005/2020 da Direção Geral de Saúde

Equipa responsável pela implementação do Plano de Contingência FP/IE - ULisboa

Foi designada a Equipa responsável pela implementação do Plano de Contingência FP/IE – ULisboa, a contactar em caso de necessidade, pela ordem indicada:

  • Engenheiro António Júlio Fornelos
    Chefe da Divisão dos Serviços Técnicos / Ext. 13658
    217 943 658
  • Doutor João Costa
    Coordenador do Núcleo de Estudos Graduados/ Ext. 13792
    217 943 792
  • Doutora Telma Vargas
    Coordenadora do Núcleo de Gestão de Recursos Humanos / Ext. 13785
    217 943 785
Fluxograma do Plano de Contingência

Atendimento nos Serviços Académicos

O atendimento presencial nos Serviços Académicos está suspenso. O atendimento nos SA será feito exclusivamente por correio eletrónico:

sacademicosie@ie.ulisboa.pt