• de 11 de janeiro a 14 de junho de 2018
  • 18h00 da segunda 5.ª feira de cada mês
  • Auditório CIUL
planeamento-alimentar-urbano
Apresentação

O Colégio F3 da ULisboa organiza, em parceria com o Centro de Informação Urbana de Lisboa (CIUL), um Ciclo de Seminários sobre “Planeamento Alimentar Urbano” reunindo, à volta de seis temas, especialistas da Universidade de Lisboa e de outros setores da sociedade com competências complementares no que diz respeito a áreas de conhecimento e de atuação. O Planeamento Alimentar Urbano como resultante do território, da produção, do consumo, da cultura e do ambiente será abordado com uma visão holística para gerar um debate multidimensional que interrogue expetativas e ações.

O Instituto de Educação integra, desde 2017, o Colégio F3 – Food, Farming & Forestry, da Universidade de Lisboa, com assento no Conselho Coordenador.

Programa dos Seminários
O Ciclo de Seminários decorrerá durante o 1.º semestre de 2018 no auditório do CIUL sempre às 18h00 da segunda 5.ª-feira de cada mês.

Temas e intervenientes:

11 de janeiro | Pegada alimentar urbana: de onde vêm e para onde vão os alimentos consumidos nas cidades? – Henrique Cabral (FC-ULisboa), Jorge Jordão (APED) e Samuel Niza (IST-ULisboa).

8 de fevereiro | Expansão das áreas urbanas e regressão das áreas agrícolas: O caso da Área Metropolitana de Lisboa – João Teixeira (CCDR-LVT), Leonel Fadigas (FA-ULisboa) e Rosário Oliveira (ICS-ULisboa).

8 de março | Perspetivar o futuro da alimentação nas áreas urbanas num mundo em mudança – Isabel Ramos (IST-ULisboa), Jorge Gaspar (CEG-IGOT/ULisboa) e Paulo Morgado (IGOT-ULisboa).

12 de abril | Os circuitos curtos agroalimentares, o direito à alimentação e as redes cidadãs – Isabel Rodrigo (ISA-ULisboa), Maria João Estorninho (FD-ULisboa) e Maria José Ilhéu (RRN).

10 de maio | O clima do meu bairro: lições do passado para o consumo sustentável de alimentos no futuro – António Lopes (IGOT-ULisboa), Paulo Pais (CML) e Teresa Nunes (FL-ULisboa).

14 de junho | A influência da ética e da justiça alimentar na cidade – Jorge Cancela (FA-ULisboa), Miguel Brito (CML) e Rute Saraiva (FD-ULisboa).

 

Conferência de 11 de janeiro: “Pegada Alimentar Urbana: de onde vêm e para onde vão os alimentos consumidos nas cidades?”

A quantificação dos fluxos de recursos que as áreas urbanas consomem/utilizam permite caracterizar o metabolismo destas áreas e perceber qual a sua dependência em termos de recursos externos em contraposição com o uso de recursos locais, situação que se verifica nomeadamente com os alimentos. É comum nos dias de hoje verificar que vários alimentos que podemos adquirir, mesmo nos mais pequenos estabelecimentos como mercearias de bairro, provêm de zonas muito distantes do local de consumo. Uma parte do nosso abastecimento em bens alimentares, como os cereais ou o peixe, tem desde há séculos uma importante contribuição do comércio internacional.

Atualmente importamos muitos bens que só o desenvolvimento tecnológico relacionado com o frio industrial, o baixo custo da energia e as redes de transporte permitem, como é o caso das frutas e dos vegetais, permitindo em muitas cidades do mundo a aquisição de alimentos fora de estação, uma realidade que se deve sobretudo ao seu modelo de desenvolvimento (ex. cidades norte-americanas), que assim alargam a distância às suas áreas de abastecimento.

Inscrições

Entrada livre com necessidade de registo em cada uma das sessões pretendidas, através de e-mail para: ciul@cm-lisboa.pt. Limitado à capacidade do auditório.